Grand Central Market

Um dos meus programas preferidos em viagens é visitar feiras e mercados. Adoro provar comidas típicas, sabores novos, frutas diferentes, pratos exóticos, enfim, de tudo um pouco.

Em Nova York, um dos lugares que mais gosto de ir é o Grand Central Market, que fica dentro da (lindíssima) Grand Central Station. Embora não seja muito grande, o mercado possui diversas barracas de frutas frescas, queijos, carnes, frutos do mar, doces e pratos prontos, que podem ser comidos na hora ou levados para casa prontos para comer.

As comidas prontas maravilhosas

Tudo que é vendido lá é da melhor qualidade e impecavelmente apresentado, fazendo com que qualquer pessoa tenha vontade de largar tudo e só ficar ali comendo, comendo, comendo…

A ‘pequena’ variedade de queijos

E o mais bacana é que tem opções para todos os gostos: carnívoros, vegetarianos, formiguinhas, tem delícias para qualquer pessoa. Eu não posso negar que fiquei encantada com as berries, aquelas frutinhas vermelhas maravilhosas que pouco encontramos por aqui e com o atum fresco, mas o marido já queria levar sacolas e mais sacolas para o hotel, com um pouquinho de cada coisa…

Gostou? Então vai lá: o mercado fica na 105 E 42nd St, dentro da Grand Central Station e fica aberto diariamente (seg/sex – 7am/9pm, sáb 10am/7 pm, dom 11am/6pm)

* as duas primeiras fotos são do blog monstronacozinha.wordpress.com

Anúncios

# DICA DA AMIGA

Hoje vou postar a primeira colaboração de uma amiga (primeira de muitas, espero!). A dica da Flávia Martinelli, que é dona da agência de turismo Alliance é o sofisticado hotel Acqualina Resort and Spa, em Miami.

O hotel é cinco estrelas e fica em Sunny Isles Beach, uma região super gostosa para se hospedar. O hotel tem 96 quartos, com os melhores confortos e amenities possíveis (a.k.a.roupas de cama especiais, chuveiro maravilhoso, taça de champagne na chegada, et.), além de um dos mais bacanas spas da cidade, com dezenas de tratamentos e, ainda, uma super academia, uma praia particular e três piscinas maravilhosas. Merece destaque o staff do hotel, muito atencioso e atento a todas as necessidades dos hóspedes.

O  Acqualina ainda oferece um serviço exclusivo: tem um carro à disposição dos hóspedes para levar aos melhores shopping da cidade que, cá entre nós, é um dos melhores lugares para compras do mundo, não é? #fica a dica

Como reservar restaurantes fora do país

A parte que meu marido mais gosta da preparação de viagens (pode ser pra Campo Largo ou pra Londres…hehehe) é escolher lugares para comermos. Passamos horas aos finais de semana procurando dicas de restaurantes na cidade, lendo resenhas e procurando os cardápios, para ver se o local cabe no nosso bolso.

Eu costumava pedir para o hotel reservar para nós o restaurante, logo que chegávamos, mas depois de uma confusão de um concierge, que nos fez perder a única reserva que tinha sido possível no The Standard em NY na semana inteira em que estaríamos lá (detalhe: a única que tínhamos conseguido era numa terça feira, às 23:45, com temperatura abaixo de zero, para ver o quanto eu queria ir lá), resolvi a começar a reservar eu mesma. Muitas vezes, os restaurantes tem serviço de reserva online ou por email, o que já resolve o problema, mas algumas vezes, nem isso tem. O que fazer então?

Resposta: reservar pelo . O site reúne mais de 20 mil restaurantes nas mais importantes cidades dos EUA, em Londres, em algumas cidades da França, Alemanha, Japão, México, Portugal, Holanda, e até mesmo Dubai. Você cria um login, faz a reserva online (eles mostram os dias e horários disponíveis) e uma confirmação vai para seu email cadastrado. Mais fácil, impossível!

Ah, para quem tem os cartões Visa, Amex e Master Platinum, as empresas têm serviço de concierge, que faz reservas também, para quem quiser tentar. Meus pais usam às vezes, mas eu não tive sorte: estou esperando há quinze dias uma resposta deles sobre uma reserva que me prometeram retorno no dia seguinte…e que eu mesma já consegui pela internet!

* Vai lá: www.opentable.com